Siga-nos nas redes sociais

copelmi.logo.1.png

ESCRITÓRIO EM PORTO ALEGRE/RS:

Largo Visconde do Cairú, 12 (3º andar)

  • Facebook - Círculo Branco

@ 2019 PROJETO MINA GUAÍBA. Todos os direitos reservados.

Relevância

A Mina Guaíba dispõe de uma expressiva reserva de carvão mineral que pode ser utilizada tanto na geração de energia, vital para o setor industrial, como na sua transformação em gás de síntese e fertilizantes. 

Desenvolvimento, emprego e renda

O Projeto contribuirá para o desenvolvimento de toda a Região, gerando renda, empregos e oportunidades para diversos setores da economia. Durante o período de construção da mina, ao longo dos três anos da obra, serão ofertados 331 empregos diretos e 83 empregos indiretos. Nesta fase, os empregos serão temporários. A Mina terá uma duração de 30 anos e, neste período, serão gerados, aproximadamente, 1.150 empregos diretos e 3.360 empregos indiretos.

Perspectivas para o futuro

A implantação do Projeto Mina Guaíba é estratégico para a economia gaúcha, visto que o Rio Grande do Sul tem forte dependência da importação de energia elétrica, bem como gás natural. O projeto vem para fomentar o desenvolvimento econômico, social e tecnológico do estado, permitindo assim a atração de novos projetos de uso moderno e sustentável do carvão, como é o caso de indústrias carboquímicas e usinas termelétricas com tecnologia de ponta, além de contribuir para a geração de renda, empregos e oportunidades para diversos setores da economia. 

Próximos passos 
 

Perfil mineral do RS

O Rio Grande do Sul possui grande potencial mineral e o segmento pode ser estratégico na construção da retomada da pujança econômica do estado. A produção mineral do RS foi de R$ 1,47 bilhões, em 2016, e cerca de 12 mil empregos formais foram gerados pelo segmento, segundo a Agência Nacional de Mineração. No entanto, o efeito multiplicador de empregos no setor mineral é da ordem de 1 (um) para 8 (oito), ou seja, cada 1 (um) emprego formal direto na mina, gera outros 8 (oito) na cadeia produtiva. 

Para além da geração de trabalho e renda, a mineração está ligada ao desenvolvimento econômico e à expansão das cidades, desenvolvimento de infraestrutura e qualidade de vida. Além de criar empregos e fornecer matéria-prima, a mineração cria insumos para diversos setores, tais como a construção civil, alimentos, química, farmacêutica, dentre outros. 

O Carvão

O carvão mineral é um combustível fóssil extraído do subsolo por meio da mineração. É originado pela decomposição da matéria orgânica – restos de árvores e plantas – que se acumularam sob uma lâmina de água há milhões de anos. Trata-se de uma matéria-prima voltada para a geração de energia, sendo esta produzida com segurança. 

O Brasil detém a 14ª posição em reserva de carvão do mundo, sendo 89% deste recurso natural proveniente do Rio Grande do Sul.

 

CARVÃO E ENERGIA

Você sabia que 40% da produção de energia elétrica mundial é feita a partir do carvão mineral?

Você sabia que somente 2% do total da energia elétrica produzida vem do carvão mineral?

Você sabia que o consumo de carvão mineral no Brasil para produção de energia elétrica equivale a 5% do que é utilizado em países como Japão e Alemanha? 

Atualmente, diversos países estão produzindo gás através do processamento do carvão mineral. Também se produz fertilizantes, insumo importante para o setor agrícola, do qual, o Estado do Rio Grande do Sul é grande importador.

 
 

A COPELMI MINERAÇÃO LTDA.

A COPELMI é uma empresa gaúcha voltada à produção de carvão mineral. Atualmente, é a maior mineradora privada de carvão no país, detendo 80% do mercado industrial – correspondente a 18% do total do mercado de carvão mineral nacional. Para a Copelmi, o desenvolvimento socioeconômico é fundamental para a qualidade de vida.

Para a construção de uma comunidade forte é preciso gerar empregos, oportunidades e renda, fortalecendo, assim, a educação e a promoção da cultura, com uma visão sustentável, respeitando o ambiente. 

RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL

A Copelmi Mineração busca a interação com as comunidades em que está presente, investindo em ações e projetos socioambientais e de incentivo à cultura. Procura estar conectada às pessoas, entendendo a cultura local, respeitando a diversidade e as tradições das cidades onde desenvolve os seus projetos, firmando parcerias com as suas comunidades nas localidades de extração.

 

Para as comunidades que se localizam em áreas de futura mineração, são concebidos Planos de Reassentamento, alinhados a protocolos internacionais, que priorizam a qualidade de vida e o respeito ao desenvolvimento e crescimento das mesmas. As ações são desenvolvidas por processos participativos com envolvimento direto das pessoas assessoradas e assistidas de maneira que possam se sentir em plenas condições de justa negociação para mudanças, como um reassentamento. Os planos são criados visando atender tanto as questões de moradia, atividades produtivas, bem como acesso a serviços e equipamentos públicos e comunitários. 

RELAÇÕES COM A COMUNIDADE

Durante o desenvolvimento de um projeto, é imprescindível a participação e envolvimento dos cidadãos. Por isso, a Copelmi, junto de sua equipe e empresas de consultorias contratadas, mantém ativa agenda de acompanhamento das ações de seus empreendimentos e das pessoas envolvidas e implicadas nos processos. Além disso, promove e investe em transparência e comunicação direta, para que as pessoas possam acompanhar o desenvolvimento dos projetos, pesquisas, empreendimentos e resultados e a sua realização visando o futuro a ser construído em benefício da comunidade. 

Para informações atualizadas do projeto, acesse o site do Projeto Mina Guaíba e a página no Facebook, que têm informações úteis e oportunizam a interação social. 

Visando a transparência e a comunicação com as partes interessadas, foi estabelecido um canal direto e ativo com os públicos, contando com reuniões, apresentações e materiais informativos. 

logotipo_copelmi_oficial_2019.png

AGENDA:

 

AUDIÊNCIA PÚBLICA 
QUANDO: 14.03.19, quinta-feira
HORA: 18h
LOCAL: Clube Tiradentes, Rua Bento Gonçalves 670 - Centro, Charqueadas

ÁREAS DE DESENVOLVIMENTO

O Projeto estará localizado nos municípios de Charqueadas e Eldorado do Sul/RS, duas cidades cujas histórias se entrelaçam com a mineração: a primeira por estar situada na chamada “região carbonífera” do Estado e, a segunda, por remeter à palavra de origem espanhola “Eldorado” que faz referência a um lugar imaginário “dourado” de riquezas e esperanças: a terra do ouro. Tanto pela localização geográfica quanto pela história lendária, ambos os municípios apresentam potencial mineral e uma localização privilegiada para o futuro desenvolvimento do Projeto Mina Guaíba, o maior projeto de mineração de carvão no País. 

CHARQUEADAS/RS

Charqueadas fica a 56 km de distância de Porto Alegre/RS e localiza-se na área carbonífera gaúcha, uma região fundamental na história do desenvolvimento econômico do Estado. As minas de carvão da localidade abasteciam as usinas termelétricas e garantiam o fornecimento de energia para a Capital gaúcha. A localização geográfica e a facilidade de navegação desenvolveu a indústria do charque no século XIX, dando nome à cidade cujo legado vem dos antigos tropeiros de gado. 

Emancipada em 1982, Charqueadas desenvolveu seu povoado a partir de 1952, com a abertura do poço Otávio Reis e, mais tarde, com a construção da usina Termochar. A virtuosa força industrial contrastava com a carência estrutural da época. Na década de 70, já com a presença da indústria Aços Finos Piratini, deu-se a propulsão necessária para o processo de independência e formação oficial da cidade de Charqueadas. 

CHARQUEADAS - Cais do Porto

Foto Bernardo Souza

ELDORADO DO SUL/RS

Eldorado do Sul fica a 12 km de distância da Capital gaúcha. O território foi inicialmente ocupado por estancieiros açorianos pertencentes ao grupo pioneiro de Jerônimo de Ornellas. A partir da década de 1930, o local passou a servir de balneário turístico ao povo de Porto Alegre. Em 1985, iniciaram os trabalhos de emancipação da cidade, tendo em vista um trabalho de desenvolvimento urbano. Hoje, a cidade apresenta uma infraestrutura de segurança pública, saúde, educação e conta com um conglomerado empresarial que atribui ao município melhores condições de desenvolvimento.

ELDORADO DO SUL - Vista Panorâmica

Foto Marcos Azevedo

BENEFÍCIOS ECONÔMICOS

A atividade de mineração na região potencializará o desenvolvimento da economia, não apenas local, mas de todo o estado do Rio Grande do Sul. A implantação do Projeto Mina Guaíba contribuirá expressivamente para o desenvolvimento dos municípios, através dos impostos regulares aos quais a mineração está sujeita (CFEM), bem como pela geração de empregos diretos e atividades prestadoras de serviço, que serão capazes de formar um círculo fecundo de desenvolvimento e geração de renda. 

PLANO DE REASSENTAMENTO

Para as populações que estão na área diretamente afetada pelo empreendimento, o EIA/RIMA prevê um plano de reassentamento, que abrange a negociação e/ou reassentamento das famílias.

 
 

CONTATO

Localização

O Projeto Mina Guaíba está localizado na BR-290. 

COMO CHEGAR: A partir de Porto Alegre/RS, percorre-se 30 km. Ou, se preferir, a partir de Butiá/RS, percorre-se 53,5 km, até que, nas imediações do quilômetro 122 da BR-290 – próximo ao aeroclube de Eldorado do Sul – será feito o acesso à estrada rural existente, que leva à área da futura Mina Guaíba. O projeto prevê a duplicação da estrada (largura de 15 m) ao longo de toda sua extensão, de aproximadamente 4 km até a portaria de acesso ao empreendimento.

E-mail:

contato@projetominaguaiba.com.br

Fale conosco

Ficou com dúvidas e quer saber mais sobre o projeto? Preencha o formulário que entraremos em contato.

MAPA.jpg